Como criar um blog pessoal? Veja o passo a passo!
Como criar um blog pessoal? Veja o passo a passo!
Como criar um blog pessoal? Veja o passo a passo!

Como criar um blog pessoal? Veja o passo a passo!


Criar um blog pessoal pode ser uma ótima maneira de trabalhar em casa e ter uma renda extra. Só que além de ganhar dinheiro assim, esta também é uma boa oportunidade de ser criativo e escrever sobre um assunto que gosta e entende bem. Ainda assim, criar um blog pessoal pode parecer bem intimidante para quem não saber o deve fazer ou com o que se preocupar primeiro.


A boa notícia é que o processo não precisa ser tão difícil,  especialmente se você tiver um guia te dando a direção. É por isso que vamos te ajudar com as nossas dicas do que deve fazer e o que priorizar na hora de criar um blog pessoal.

Por que criar um blog pessoal?

criar um blog pessoal dicas

Antes de qualquer coisa, é bom ter em mente o motivo pelo qual quer criar um blog pessoal. Desta forma, fica mais fácil de pensar nas outras etapas do processo e em como quer que o blog seja a longo prazo.

Você pode, por exemplo, estar procurando por uma maneira de fazer sua renda extra ao monetizar o blog futuramente. Há também quem crie blogs para usá-lo como portfólio para conseguir futuros trabalhos na área de escrita.

Nesses dois casos, é bom já ir pensando em maneiras de deixar seu blog com um aspecto mais profissional. Se for usar o blog para ter mais visibilidade, é importante que ele tenha artigos bem escritos desde o começo e uma experiência agradável em sua interface para quem o estiver visitando.

Caso queira criar o blog simplesmente para usá-lo de maneira casual e para escrever de assuntos que gosta sem muito compromisso, a história muda um pouco. É claro que ainda será primordial criar uma boa experiência ao leitor, mas você pode ter uma abordagem mais descontraída no geral.

Sobre o que escrever

Querendo ou não, este acaba sendo um dos tópicos mais importantes a se decidir na hora de criar um blog pessoal. Mesmo que queira escrever sobre vários assunto, é bom ter uma direção ou um tema mais concreto sobre o que será o seu blog.


O que também se deve ter em mente é que é sempre melhor optar por um tema ou assunto que você entenda. Não adianta fazer um blog sobre um assunto que traz muitos cliques se você não souber nada sobre ele.

Isso vai ter fazer demorar na escrita dos artigos e eles ainda podem ter informações erradas ou incompletas. Certamente, essa não é a melhor impressão que pode causar nos seus futuros leitores.

Caso vá usar o blog para motivos profissionais, também não é o melhor jeito de conseguir novos clientes. Por isso, recomendamos que use seu conhecimento ao seu favor, mesmo que o assunto que mais lhe interessa não seja o mais buscado da internet.

Para quem vai escrever

criar um blog pessoal conteúdo

O assunto anterior nos leva a outro grande fator: para quem vai escrever no seu blog? A boa notícia é que com o assunto decidido, não é muito difícil de saber para que público estará escrevendo.

Uma simples pesquisa do tema escolhido pode te dizer quem são os maiores interessados no tópico. Isso inclui gênero, faixa etária, poder aquisitivo, outros possíveis interesses, etc.

Você pode usar esse conhecimento do público-alvo totalmente ao seu favor. É possível, por exemplo, citar outros interesses desse público em seus textos ou ter ideias para outros artigos que se encaixem no tema.

Isso pode ajudar inclusive na linkagem interna no seu blog. Ou seja, que outros artigos seus aparecem em forma de links nos seus textos e que podem fazer os leitores ficarem mais tempo no blog.

Nome e domínio

Esta pode ser uma das etapas mais difíceis de se decidir, afinal, escolher o nome do seu blog é algo bem definitivo. O nome também será uma das primeiras impressões de um leitor ao entrar em seu blog.

Por isso, é preciso pensar em um nome que faça sentido para o conteúdo escrito e para a imagem que quer passar com seu blog. Nossa dica é tentar fazer algo curto e que passe a ideia certa do site. De preferência, algo fácil de se lembrar.

Lembre-se também que esse nome será usado no domínio do site, ou seja, parte da URL do blog. Tenha isso em mente para não criar um nome com muitos caracteres diferentes ou que não sejam intuitivos na hora de se procurar o blog na internet.

Inclusive, você pode verificar se o domínio escolhido está disponível através do site Registro BR. Também é possível registrar o domínio se ele estiver disponível.

Isso já te ajuda a ter uma boa noção de se deve ou não seguir em frente com uma ideia de nome que teve para seu futuro blog.

Escolhendo uma plataforma

Agora que já temos alguns dos tópicos decididos para o novo blog, precisamos pensar na parte mais prática. Isso inclui a escolha da plataforma na qual o seu blog será criado e mantido.

Atualmente, há inúmeras opções gratuitas que você pode utilizar. É claro um serviço gratuito quase sempre dará menos opções de personalização no domínio do seu blog, quase sempre colocando o nome da plataforma após o nome do seu site.

Na versão paga desses serviços, há bem mais opções do que se pode fazer. Por isso, é algo a se levar em consideração para quem quer algo com uma aparência mais profissional.

De qualquer forma, as melhores opções de plataforma para blogs são as seguintes:

1. WordPress

criar um blog pessoal wordpress

O WordPress é facilmente a plataforma mais usada para blogs e sites no mundo atualmente. Ele pode ser usada tanto por iniciantes como para quem já tem experiência na criação de blogs.

O serviço é gratuito e conta com centenas de temas que podem ser usado, sejam eles também gratuitos ou pagos. O legal é que há um nível de personalização muito grande por quem usa o WordPress, especialmente com o uso de plugins.

Você realmente consegue dar sua própria identidade para o seu blog. Além disso, há suporte para widgets, comentários e muitas outras ferramentas que pode precisar a longo prazo. Você pode acessar o link se tiver se interessado.

2. Blogger

Outra opção interessante é o Blogger. Essa plataforma pertence ao Google é uma das mais antigas que continua em atividade e com tantos usuários ao redor do mundo.

Ele definitivamente é uma alternativa ao WordPress, ainda mais para iniciantes. Ele é muito simples de se usar e personalizar, sendo que qualquer um que já tenha uma conta no Gmail possui automaticamente uma conta no Blogger.

Outras vantagens de ser um serviço do Google é que a integração com o Google Ads é bem fácil e que e as páginas são indexadas de maneira bem rápida. O maior problema é que ele tem uma capacidade mais limitada em relação a sua customização.

De qualquer forma, ele permite que você exporte os dados e migre o blog para outras plataformas com facilidade. Isso é um bom incentivo para ao menos iniciar o seu blog com ele. Acesse o link para conferir mais.

3. Tumblr

tumblr

Para aqueles que procuram uma opção bem mais descontraída para criar um blog pessoal e casual, o Tumblr é uma boa alternativa. Ele é bastante usado para textos mais curtos ou quando o foco são imagens e vídeos.

Ele também é gratuito e tem boas opções de personalização. Só é bom ter em mente que é um serviço a ser usado para algo menor e não com uma pegada profissional.

Ele é ótimo inclusive para usar no smartphone, mesmo se for para fazer as postagens. Você pode conferir mais no link a seguir.

4. Wix

Nossa próxima recomendação é o Wix, que você também já deve ter ouvido falar. Apesar de não ser o mais usado para blogs focados em textos, ele é uma alternativa bem procurada por quem também precisa fazer uma loja virtual além do blog.

Isso por si só é interessante e vale a pena considerar se quiser vender algo além de escrever. Há uma opção gratuita, mas são as versões pagas do site que acabam valendo mais a pena oferecendo um visual profissional e sem propagandas do próprio Wix. Dá para conferir isso e mais ao acessar o site oficial.

5. LiveJournal

O LiveJournal não é tão conhecido assim, até por não ter uma publicidade tão agressiva quanto os outros. Ainda assim, podemos considerá-lo como uma ótima opção para iniciar o seu blog.

Ele tem muitas opções para personalização e é bem amigável com quem quer incluir banners e outros tipo de publicidade em seu blog. Há muitos temas que podem ser considerados na hora de customizar seu blog, sendo que alguns já são bem temáticos dependendo do que precisar.

Ainda assim, muitas pessoas o usam de uma forma mais pessoal do que para se promover profissionalmente. Se tiver ficado curioso, dá para saber mais sobre o LiveJournal ao acessar seu site oficial.

Escolhendo a hospedagem

hospedagem

Escolher a plataforma na qual escreverá e personalizará seu blog não é última tarefa complicada que terá que lidar. Também é necessário escolher a hospedagem dele, algo que garantirá que seu blog esteja sempre online, estável e com todo o conteúdo que for escrito para ele.

Há muitos serviços de hospedagem disponíveis e que você pode considerar. No geral, eles oferecem planos pagos, mas há custos mais baixos para blogs menores. Atualmente, há dois grandes serviços de boa reputação que você pode considerar:

1. Hostgator

O Hostgator é um dos serviços de hospedagem mais conhecidos do mundo, esta é facilmente uma das melhores opções. Eles oferecem diversos planos e um ótimo suporte para quem escolhe o WordPress como sua plataforma de blog.

É possível, por exemplo, pagar menos de 10 reais por mês por um blog com até 25 mil visitas por mês. Você ainda conta com 50 GB de armazenamento, 5 contas de email e SSL grátis para o seu site.

Isso é ótimo para um blog iniciante e ainda há promoções nas quais você paga mais barato ou leva um ano de hospedagem grátis. O Hostgator ainda tem suporte 24 horas e permite que você faça um upgrade do seu plano a qualquer momento.

2. GoDaddy

Outra boa opção é o GoDaddy, que suporta diversas das plataformas que mencionamos anteriormente. Eles também possuem diversos planos, incluindo opções para blogs novos e sem muitos visitantes ainda.

Por cerca de 16 reais mensais, você pode ter até 25 mil visitas por mês, domínio gratuito, backup e até 30 GB de armazenamento. Também há suporte o dia todo, seja online ou por telefone se precisar.

Monetização

Conforme mencionamos antes, criar um blog pessoal pode ser uma ótima maneira de ganhar dinheiro em casa. Só que para isso, você precisa pensar que maneiras de monetização quer utilizar em seu blog.

Uma das maneiras mais simples é usando o Google AdSense, que coloca anúncios em seu site e te paga de acordo com as visualizações. Só que também há outros caminhos que pode considerar.

É possível, por exemplo, fazer parcerias com outros blogs, fazer um publieditorial (uma postagem de publicidade de um serviço ou produto), vender espaços para anúncios ou banners em seu site, etc.

Também é necessário pensar em como gerenciar o dinheiro arrecadado com o blog. Além de usar serviços de carteira digital, como o PayPal, você pode usar um banco digital para lidar com todos os custos do blog de maneira mais simples.

Mantendo o blog

Uma vez que tiver decidido e cuidado das etapas explicadas acima, é bom ter em mente o quanto é importante fazer a manutenção do seu blog. Isso vale tanto para a quantidade e frequência dos artigos postados, como para a verificação de que as imagens e links estão funcionando corretamente.

Essa manutenção é um trabalho por si só, mas é fundamental para quem quer criar um blog pessoal de sucesso. Também é bem recomendado que fique de olho nos comentários deixados por seus leitores.

Eles podem fazer elogios, críticas construtivas, pedidos de certos artigos e até dar sugestões interessantes. Tudo isso pode ser usado para aprimorar e melhorar seu blog no longo prazo.

Gostou das dicas para criar um blog pessoal?

Deu para aproveitar as nossas dicas para aprender melhor sobre como criar um blog pessoal? Então não esqueça de deixar seu comentário nos dizendo o que achou das sugestões e se há outras dicas na hora de criar sites que gostaria de ver por aqui.


Por Equipe Apptuts
Nenhum Comentário
Seções:



Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo