5 Sinais de que o SSD está com problemas
5 Sinais de que o SSD está com problemas
5 Sinais de que o SSD está com problemas

5 Sinais de que o SSD está com problemas


Está precisando lidar com algumas falhas e tendo a impressão de que o seu SSD está com problemas?
Por mais que os SSDs sejam mais rápidos, mais estáveis ​e consumam menos energia do que o HD, eles podem apresentar falhas antes de sua expectativa de vida, que é de sete a dez anos.
Se você quer descobrir como identificar se um SSD está com problemas e como se prevenir ou corrigir, confira os 5 dicas que preparamos para você.
SSD está com problemas

Como verificar se seu SSD está com problemas

A maneira mais prática de descobrir se o SSD está com problemas é instalando um software que verifica e monitora silenciosamente em busca de falhas.


Para usuários de Windows, a recomendação é o CrystalDiskMark, já os usuários de MacOS, podem optar pelo Smart Reporter Lite e por fim, os de Linux podem conferir o Hard Disk Sentinel.

A seguir, vamos conferir como identificar alguns sinais ou sintomas de um SSD defeituoso e quais os procedimentos você pode fazer para corrigi-los.

1. Blocos defeituosos

Semelhante ao problema de “setores defeituosos” que frequentemente ocorre em HDs, os SSDs podem sofrer de “blocos defeituosos”.

Blocos defeituosos podem causar uma variedade de problemas de SSD, incluindo perda de dados e corrupção do sistema de arquivos, erros na leitura de arquivos e muitos outros, que discutiremos em mais detalhes abaixo.

Os sintomas comuns de blocos defeituosos são:

  1. Seu PC / sistema de arquivos precisa ser reparado;
  2. Geralmente executando lento, especialmente ao acessar arquivos grandes;
  3. Aplicativos ativos geralmente congelam e travam;
  4. Um arquivo não pode ser lido ou gravado no disco rígido;
  5. Erros frequentes ao mover arquivos.

Caso você veja algum desses sintomas, a melhor ideia é executar o software de monitoramento da unidade e verificar se há algum problema físico com a sua unidade.

Se houver, faça backup de seus arquivos imediatamente e comece a pensar em providenciar um SSD substituto.


2. O arquivo não pode ser escrito ou lido

Se você tentar abrir ou salvar um arquivo, mas demorar muito tempo e / ou terminar com uma mensagem de erro dizendo:

O localizador não pode completar a operação porque alguns dados não podem ser lidos ou gravados”, é mais provável que você esteja lidando com uma corrupção do sistema de arquivos.

Nesse caso, dois cenários são possíveis:

  1. O sistema detecta um bloco defeituoso ao gravar dados no disco , o que significa que o arquivo não foi realmente gravado no disco e, portanto, não está danificado. Via de regra, esse problema de SSD logo é resolvido automaticamente pelo sistema. Caso contrário, você deve tentar salvar o arquivo na nuvem, reiniciar o PC e, em seguida, retornar os dados ao local original.
  2. O sistema detecta um bloco inválido depois que os dados foram gravados , então, se recusa a ler o arquivo: infelizmente, este cenário assume que os dados não podem ser restaurados facilmente. Você pode tentar alguns métodos para recuperar dados de um SSD com defeito. Mas, normalmente, blocos defeituosos significam que todas as informações contidas nesses blocos foram perdidas para sempre.

O que mais poderia indicar que o sistema de arquivos foi corrompido é uma mensagem confusa de que “Seu PC precisa ser reparado”. Felizmente, a solução para essa dificuldade é muito simples e não requer nenhuma habilidade especial.

Windows, MacOS e Linux vêm com ferramentas integradas para reparar um sistema de arquivos danificados.

Sempre que ocorrer esse erro, a tela, o sistema operacional, de qualquer um que você usar, solicitará que você execute a ferramenta apropriada, portanto, tudo o que você precisa fazer é seguir as instruções e ser paciente até que o processo esteja totalmente concluído.

3. Problemas de software e sistema de arquivos

Também é possível que não seja o SSD o responsável por erros e falhas, mas um aplicativo nocivo.

Para solucionar o problema de funcionamento, reinicie o computador no “modo de segurança” e veja se os problemas de SSD persistem.

O Modo Seguro funciona com um conjunto mínimo de drivers e pode ser uma maneira útil de verificar se o software do seu computador está falhando.

Para ativar o modo de segurança, pressione F4 ao iniciar o computador (no Windows) ou reinicie a máquina mantendo pressionada a tecla Shift no teclado.

Certifique-se de que o sistema operacional principal, o software crítico e os drivers estejam atualizados. Execute as ferramentas de atualização de software de sistema integradas do seu computador.

Danos ou corrupção do sistema de arquivos também podem contribuir para a instabilidade do dispositivo de armazenamento. Inicie seu utilitário de disco favorito para verificar se o sistema de arquivos instalado neste SSD está funcionando corretamente e veja se ele identifica algum erro de SSD que precisa ser tratado.

A boa notícia aqui é que os problemas de firmware em unidades SSD muitas vezes imitam defeitos de hardware óbvios, o que significa que o problema do SSD pode não ser tão ruim quanto parece à primeira vista.

Finalmente, você pode tentar reinstalar o sistema operacional com a ajuda de recursos de recuperação integrados para ver se isso pode ajudar a corrigir a instabilidade causada por problemas de SSD.

4. Falhas frequentes no SSD

Travamentos frequentes são conhecidos como um dos sintomas mais seguros de como saber se um SSD está falhando.

É claro que travamentos e falhas também podem ser atribuídos a muitos outros problemas do computador.

Mas se sua máquina encontrar falhas durante o processo de inicialização, ou estiver funcionando bem somente após algumas reinicializações, isso significa que o SSD está chegando ao fim e não há muito que você possa fazer.

Se você não quiser comprar uma nova unidade imediatamente, certifique-se de fazer backup de seus dados e reinstalar o Windows o mais rápido possível.

5. Taxa de falha SSD

Embora os SSDs tenham uma taxa de falha menor do que as unidades de disco rígido frágeis, podem ocorrer problemas de SSD. Aqui estão algumas estatísticas que vale a pena você saber.

Por exemplo, os chamados erros de SSD incorrigíveis são comparativamente comuns em SSDs: de acordo com estudos, mais de 20% dos SSDs desenvolvem erros incorrigíveis em quatro anos – enquanto 30% a 80% desenvolvem blocos defeituosos pelo mesmo período de tempo.

Como prolongar a vida útil de seus SSDs

Em suma, para evitar problemas de SSD, é importante desligar os computadores e laptops de maneira adequada. Se você detectar qualquer sintoma de SSD ruim, certifique-se de fazer backups de dados regularmente.

Outra dica importante é sempre liberar espaço extra em seu SSD para que ele possa mover dados de blocos defeituosos.

Gostou das nossas dicas sobre problemas com SSDs?

Conseguiu acompanhar as nossas dicas para SSDs com problemas? Então deixe nos comentários se esse artigo foi útil para você!

 


Por Equipe Apptuts
Nenhum Comentário
Seções:



Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo