As 7 principais táticas usadas para se roubar senhas e como se defender
As 7 principais táticas usadas para se roubar senhas e como se defender
As 7 principais táticas usadas para se roubar senhas e como se defender

As 7 principais táticas usadas para se roubar senhas e como se defender


Sempre vemos diversos casos sobre computadores ou smartphones hackeados porque alguém conseguiu acesso às senhas dos usuários ou porque seus dados vazaram na internet por uma falha de segurança. Em casos extremos não há muito o que fazer, mas é importante que você conheça os principais métodos usados atualmente para se descobrir e roubar as senhas alheias.


Desta forma, você pode ter uma noção bem melhor de como se defender e evitar esse tipo de situação. Por isso, separamos abaixo as 7 táticas mais usadas no roubo de senhas. Confira!

Leia também: Os 8 navegadores mais seguros do Android

1. Combinações comuns

Keylogger Computer Spy

A tática mais comum e que geralmente sempre dá resultados é o uso de combinações comuns na hora de inserir uma senha. Os hackers costumam ter uma lista com todas as senhas mais usadas ao redor no mundo, que geralmente são “abcde”, “12345”, “777777”, “password”, “qwerty”, etc.

Nossa dica é que sempre pesquise quais são as combinações mais usadas no mundo na hora de criar uma senha e evite-as ao máximo. Geralmente, essas informações são liberadas anualmente por empresas de segurança e de antivírus, por exemplo.

2. Combinações complexas

Quando uma combinação comum não dá certo, os hackers partem para o uso de senhas mais complexas. Isso geralmente envolve números, letras e símbolos misturados de diversas maneiras.

Isso dá um trabalho muito maior e não é todo mundo que vai ter a paciência de fazer um ataque deste tipo se não houver a certeza de algum benefício por trás da senha em questão. Ainda assim, eles tentarão combinações como “q2w3e4r5t”, “zxcvbnm” e “qwertyuiop”.


Para evitar isso, crie senhas ainda mais complexas, com letras maiúsculas e minúsculas, números e diversos símbolos misturados. Quanto mais improvável for a sua senha, mais difícil será de alguém adivinhá-la.

3. Phishing

proteger senhas

Outra tática comum é o Phishing, que consiste daqueles emails que se passam por uma rede social (como o Facebook), um serviço online ou até mesmo seu banco. Eles fazem isso para te incentivar a fazer login na sua conta, o que o automaticamente lhes dá seu nome de usuário e senha ao mesmo tempo.

Recentemente, um email se passando pelo PayPal começou a aparecer com a seguinte mensagem: “Sua conta foi acessada de um computador diferente, clique aqui para alterar sua senha e manter sua conta segura”. É fácil de deixar uma pessoa desesperada com um email desses, o que nem a faria duvidar de sua autenticidade no primeiro momento e colocaria sua senha, cartão de crédito e conta bancária em risco.

Nossa recomendação é que nunca clique nesse tipo de email, por mais urgente que ele pareça. Antes de tudo, faça uma pesquisa pela exata mensagem recebida e verifique o endereço do email. Em poucos minutos é possível descobrir se é um caso de Phishing ou não.

4. Informações pessoais

Não existe um inimigo pior na hora de criar sua senha do que usar partes de suas informações pessoais nela. Colocar nomes, combinações de datas importantes, endereços ou até aniversários é o equivalente a pedir que alguém invada suas contas em algum momento.

Qualquer pessoa que fizer um pouco de pesquisa sobre você na internet poderá ter acesso a essas informações, seja através de dados liberados pelo Google ou pelo Facebook. Por isso, evite qualquer combinação que remeta a algo da sua vida pessoal.

5. Malware

roubas senhas

Por fim, temos uma das táticas mais óbvias e mais eficientes na hora se roubar as senhas alheias: os malwares. Diferente de vírus mais potentes, eles não são tão aparentes porque seu objetivo é roubar os seus dados sem que você saiba ou sem atrapalhar o seu uso geral do PC ou smartphone.

Isso faz com que milhares de pessoas tenham malwares em seus dispositivos sem nem imaginar, o que obviamente é uma situação bem perigosa. Para evitar que isso aconteça com você, mantenha seu antivírus atualizado, faça varreduras com frequência e evite sites suspeitos e cheios de anúncios pop-up.

6. Senha padrão do seu roteador

Quando você recebe o roteador fornecido pela sua provedora de internet, ele terá uma senha padrão. Geralmente, essa senha vem escrita em um selo no próprio aparelho para facilitar a sua configuração nos primeiros usos.

Só que o recomendado é que você troque a senha o quanto antes para uma combinação mais segura. Caso opte por deixar a senha original, há chances de alguém descobri-la, já que ela pode ser fraca ou encontrada por qualquer um que visite sua casa.

Nossa sugestão é que altere essa senha o quanto antes e escolha uma combinação segura e que ninguém fora do seu círculo de confiança tenha acesso.

7. Interações sociais

Outra maneira muito comum de roubar senhas é através de simples interações sociais. É muito fácil de descobrir detalhes pessoais de alguém em uma conversa casual, incluindo o aniversário, nome completo, nome de parentes, filmes favoritos, etc.

Isso pode ser usado para descobrir uma senha, especialmente no caso de pessoas que costumam usar elementos como os que citamos acima para criá-las. Também há o caso de um vizinho pedir a senha do Wi-Fi porque está tendo problemas com a internet. Neste caso, ele pode descobrir variações da sua senha e tentar usá-la em diferentes contas que você possui.

Por isso, reiteramos a importância de não usar informações pessoais nas senhas e de não compartilhá-las com ninguém que não conheça muito bem.

Gostou das dicas para se defender melhor?

Deu para aproveitar nossa lista para conhecer mais sobre as maneiras que as senhas são descobertas e como você pode se defender? Não esqueça de deixar seu comentário nos dizendo o que achou.


Por Equipe Apptuts
Nenhum Comentário
Seções:



Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo