Microsoft Mesh: a aposta da Microsfot para o Metaverso
Microsoft Mesh: a aposta da Microsfot para o Metaverso
Microsoft Mesh: a aposta da Microsfot para o Metaverso

Microsoft Mesh: a aposta da Microsfot para o Metaverso


Poucos dias após o Meta (antigo Facebook) mostrar suas grandes intenções para o metaverso, a Microsoft apresentou o Microsoft Mesh, que é a primeira grande aposta da empresa para reforçar a sua participação do metaverso,


O Mesh se trata de uma nova tecnologia de realidade mista desenvolvida pela Microsoft e poderá ser usado para reunir pessoas de diferentes locais em um único espaço e fazer com que se sintam como se estivessem sentadas na mesma sala.

No seu vídeo de apresentação, podemos ver algo parecido com o que tecnologia de holografia que vemos nos filmes da Marvel.

Para ficar por dentro de todos os detalhes sobre o assunto, confira esse artigo.

Leia também: Metaverso: Entenda porque o Facebook está investindo nele

Como o Mesh vai funcionar?

O Mesh poderá ser usado para conduzir uma reunião de equipe virtual, onde várias pessoas poderão trabalhar sem que estejam presentes no mesmo lugar, de maneira projetada através de hologramas virtuais.

A plataforma oferecerá a possibilidade aos desenvolvedores de criarem aplicativos em Realidade Estendida (mais conhecido como XR), que é a combinação das tecnologias de Realidade Virtual, Realidade Aumentada e Realidade Mista.

Inicialmente, o Microsoft Mesh criará avatares animados de pessoas em um ambiente virtual de realidade mista, no entanto, os planos futuros são de teletransportar uma versão virtual completa de uma pessoa com gestos e expressões faciais.


Na prática, a Microsoft usará Inteligência Artificial para ouvir voz e, em seguida, animar o avatar e caso você  queira uma experiência em 3D, poderá clicar na opção para levantar a mão ou animar um emoji ao redor do seu avatar e o seu avatar reagirá como tal.

Os aplicativos serão baseados na infraestrutura de nuvem Azure. da Microsoft e terão foco nas reuniões colaborativas a distância através de avatares 3D.

O Mesh foi anunciado em março deste ano, no Microsoft Ignite e, na época, a plataforma foi apresentada como a ideia que a Microsoft tinha em mente para o futuro e ainda não tinha previsão para ser lançada.

“A plataforma combina os recursos de realidade mista do Microsoft Mesh, que permite que pessoas em diferentes locais físicos participem de experiências holográficas colaborativas e compartilhadas, com as ferramentas de produtividade do Microsoft Teams, onde as pessoas podem participar de reuniões virtuais, enviar bate-papos, colaborar em documentos compartilhados e muito mais ”, afirma a empresa.

Com o anúncio do Mesh, a Microsoft reforça a ideia de que está de olho na concorrência para o metaverso, que tem previsão para ganhar vida ainda no primeiro semestre de 2022.

Microsoft mesh

 

Quais dispositivos vão executar o Microsoft Mesh?

O Mesh estará disponível incialmente em dispositivos Hololens 2, mas a Microsoft abriu a plataforma para que os desenvolvedores possam criar aplicativos habilitados para Mesh e experiências para outros headsets, smartphones, PCs e tablets.

A empresa lançou o aplicativo de visualização Microsoft Mesh for Hololens, que está habilitado na plataforma AltspaceVR e pode ser usado para realizar reuniões na versão prévia, no entanto, os planos para o futuro são de integrar o Mesh em outros produtos, como Microsoft Teams e Dynamics 365.

Em algum momento de 2022, o Mesh oferecerá uma nova opção de ‘experiência imersiva’ que permitirá aos usuários do Microsoft Teams construir um avatar 3D e usá-lo no lugar de uma webcam padrão ou selecioná-lo como seu avatar para interações de AR ou VR.

Embora, a plataforma seja focada em XR para uma experiência face a face, quando usada sem um fone de ouvido XR, o avatar 3D será animado através de expressões vocais.

O Mesh será lançado com “espaços imersivos pré-construídos para oferecer suporte a uma variedade de contextos, de reuniões a interações sociais”, diz a empresa.

Em algum momento, as organizações também serão capazes de construir espaços imersivos personalizados para que os colegas possam interagir.

Concorrência no metaverso

Sem dúvida, o maior concorrente da empresa é o Meta (antigo Facebook), que anunciou na semana passada que estava reforçando os esforços para mudar seus negócios em direção à construção de sua versão do metaverso, algo que representou uma  reformulação completa da marca da empresa.

Recentemente o Meta lançou seu próprio espaço imersivo, chamada Horizon Workrooms, a plataforma de colaboração virtual conecta usuários de VR e de vídeo chat no mesmo lugar, o último dos quais inclui suporte para Zoom e vídeo chat do Facebook.

Como resposta, a Microsoft trabalha no Microsoft Teams e pretende usá-lo como uma base para plataformas que têm a mesma finalidade que o Mesh

A sua capacidade com infraestrutura em nuvem, videoconferência e família de produtos Microsoft 365, ajuda a posicionar a Microsoft como um forte concorrente para as empresas que estão de olho no metaverso.

O que é o metaverso?

O metaverso é um termo que vem dos anos 90 e foi criado pelo escritor Neal Stephenson e pode ser definido como um universo virtual, que cria uma experiência de interação imersiva, compartilhada através da internet.

Com a popularização do termo, muitos “universos virtuais” como Second Life e o Roblox passaram a existir à medida que tecnologias de Realidade Virtual foram sendo lançadas no mercado.

Mas o conceito tem ganhado muita projeção nos últimos dias e o motivo é o fato das grandes empresas de tecnologia estarem voltando o olhos para ele.

O CEO Satya Nadella disse: “Eu não posso exagerar o quanto isso (Metaverso) é um avanço. Não é mais apenas videoconferência com colegas, e você pode estar com eles na mesma sala. Não é mais apenas jogar com amigos, você pode jogar com eles.”

Segundo ele, o metaverso não está apenas transformando a forma como vemos o mundo, mas também como todos nós participamos ativamente dele.

Atualmente, as empresas que mais tem apostado na ideia do metaverso são o Meta e a Microsoft e consequentemente, travarão uma disputa interessante pelo protagonismo no mundo das realidades virtuais.

Gostou de saber sobre o Microsoft Teams?

Conseguiu aproveitar o nosso artigo sobre as novidades da Microsoft e sua primeira investida no metaverso? Então deixe um comentário nos dizendo o que achou e se ficou alguma dúvida.


Por Equipe Apptuts
Nenhum Comentário



Comente este artigo

* Campos de preenchimento obrigatório

Voltar ao topo