Porque usar uma nuvem privada virtual?
Porque usar uma nuvem privada virtual?
Porque usar uma nuvem privada virtual?

Porque usar uma nuvem privada virtual?


Você já ouviu falar em nuvem privada virtual? Esse serviço também conhecido como VPC, da sigla em inglês “virtual private cloud”, isola os seus dados dos dados de outras empresas, tudo isso através do armazenamento da sua nuvem pública que é realizada dentro de uma nuvem privada.


nuvem virtual publica e privada

Pouco conhecido entre o público em geral, esse sistema é capaz de trazer exclusividade, personalização e performance para um sistema corporativo. Ele permite que usuários executem aplicações e armazenem dados através de um ambiente particular e protegido. 

Essa é uma das tecnologias de computação em nuvem que mais cresce atualmente!

Antigamente buscava-se o serviço privado por conta da proteção e segurança dos dados, porém com o avanço das tecnologias de segurança, muitas empresas e usuários, visando a economia, estão migrando de volta aos serviços gratuitos de nuvem. Eles funcionam como um pacote premium do seu app favorito, onde você tem acesso a vantagens diferenciadas dos usuários padrão.

Corporações como Amazon (AWS), Microsoft (Azure) e Google (Google Cloud) alugam ambientes dentro de seus datacenters, perfeitamente capazes de executar e manter as aplicações privadas funcionando e seus respectivos dados disponíveis. 

Se você se interessou pelo assunto, vem com a gente nesse artigo que vamos te mostrar os detalhes. Começando pelas diferenças entre a VPC e a nuvem gratuita, depois explicando como ela funciona e, para finalizar, porque usar uma nuvem virtual privada.

Então vamos lá!

1. Nuvem privada virtual, o que é?

Antes de mais nada precisamos entender o que é uma nuvem privada virtual e como ela se diferencia da nuvem gratuita. 

Muito utilizado para uso pessoal, o modelo mais comum de cloud computing é a nuvem pública. Nela você contrata os recursos de um provedor, dividindo a infra estrutura com todos os clientes. 

Vamos imaginar que você está saindo de férias e resolve ir para um albergue. Uma nuvem gratuita é o seu quarto coletivo, dividido com outras pessoas, enquanto a VPC seria a aquisição de um quarto individual dentro do albergue. Você teria acesso aos mesmos recursos dos demais hóspedes, porém com um espaço privativo e com maior segurança, em um espaço que é só seu.

Tal qual as contratações de serviços premium em aplicativos, este modelo de aquisição das nuvens privadas virtuais vem ganhando adeptos devido a variedade dos benefícios oferecidos.

Você, ou sua empresa, não precisam de uma infraestrutura de TI ou manutenções frequentes dos sistemas, por exemplo. Além disso, a janela da VPC permite as consultas e alterações de forma bem simplificada. 

E é exatamente sobre esse funcionamento que vamos falar melhor no item abaixo.

2. Como funciona uma VPC?

Uma nuvem privada virtual oferece uma utilização quase igual à do modelo gratuito com a diferença de ter uma infraestrutura criada e dedicada às necessidades da empresa. Porém, esses recursos não se misturam com o restante da nuvem pública.

O fornecedor de computação em nuvem utiliza vários mecanismos virtuais e físicos para garantir o isolamento completo das instâncias lógicas, garantindo maior controle dos dados.

São dois os modelos de serviço de nuvem que podem ser utilizados:

  • Plataforma como serviço (PaaS): permite que a empresa tenha um ambiente exclusivo para gerenciar desde aplicativos simples baseados em nuvem até aplicativos empresariais sofisticados, bem como desenvolver e monitorar o sistema da empresa;
  • Infraestrutura como serviço (IaaS): quando, além da virtualização dos sistemas e softwares, o próprio armazenamento e computação são fornecidos remotamente pela empresa provedora.

Em suma, a nuvem privada é uma solução bastante utilizada para negócios que buscam mais controle e personalização em seu sistema.

3. Benefícios de contratar uma nuvem virtual privada

Agora que já entendemos um pouco melhor a estrutura do funcionamento de uma VCP, está na hora de conhecermos as razões para contratar uma nuvem virtual privada:

  1. Aumento da segurança: com um monitoramento criado exclusivamente para a sua rede, a VPC permite proteger seu ambiente incluindo seu endereço IP, as sub-redes e os gateways de rede, minimizando as brechas e possíveis tentativas de invasão, dando a possibilidade da equipe de TI reagir a tempo evitando comprometimentos.
  2. Melhor desempenho: você pode priorizar o tráfego de rede de aplicativos específicos para otimizar o desempenho deles, ajudando a eliminar o congestionamento e os possíveis gargalos.
  3. Controle de dados: com sua VPC isolada de outras nuvens você poderá controlar seus dados e impedir que se misturem com dados de outras entidades, um risco possível nas nuvens públicas.
  4. Flexibilidade sob demanda: permite projetar a arquitetura de nuvem que melhor atenda às necessidades da sua empresa, garantindo eficiência máxima e produtividade.
  5. Escalabilidade: sua empresa ganha mais capacidade de produção sem aumentar o volume de operação.
  6. Economia de investimentos: quanto menor for o investimento em infraestrutura, menos o capital da empresa ficará parado. Além disso, atualizações e manutenções ficam por conta do parceiro, e sua equipe de TI só precisa se preocupar com implementação e gerenciamento. 
  7. Economia de recursos: além de economizar em investimentos, reduzir espaços físicos para rodar todo o sistema libera também espaço para outros departamentos e pode gerar economia de recursos, como energia elétrica. 

4. Existem desvantagens?

Com exceção dos valores do investimento, que são maiores do que na contratação da nuvem pública, fica difícil apontar desvantagens em uma nuvem privada.

Mas é importante ressaltar que elas podem existir e vão surgir ao longo do processo da gestão da empresa. Capacitar os profissionais para lidar com as novas estruturas e oferecer suporte durante a migração faz parte do investimento na produtividade da empresa.

Comunicação e investimentos precisam andar lado a lado para extrair ao máximo as potencialidades de ambos.

Em resumo, a nuvem privada traz todas as características de uma cloud computing, porém sem dividir o espaço com outros clientes.

Pensando em investir em uma nuvem privada virtual?

Conta pra gente o que achou do artigo e, se você gosta de conhecer recursos como esse, aproveite para ler nosso artigo sobre como usar o Google Workspace para o marketing digital e também para desenvolver sites.


Por Equipe Apptuts
Seções:



Voltar ao topo